Receba nossa Newsletter

Bate-papo sobre Imigração Judaica na ASA

11 de março de 2013

Há quatro anos os judeus no Brasil ganharam mais um dia a ser referenciado em seu rico calendário de datas comemorativas. Em dezembro de 2009 o governo federal aprovou a Lei nº 12.124, que estabelece 18 de março como o Dia Nacional da Imigração Judaica no Brasil.

A data foi escolhida com base na reinauguração, em 2002, da sinagoga Khal Kadosh Zur Israel, situada em Recife (PE), a primeira sinagogadas Américas, fundada no século XVII, durante o período de domínio holandês no nordeste brasileiro. Para lembrar a importância da data, a Editora Cidade Viva organizará um bate-papo na Associação Scholem Aleichem, em Botafogo.

A ideia consiste em abordar a influência da imigração judaica na formação socioeconômica e cultural da cidade. Na ocasião, o coordenador editorial de projetos da Editora Cidade Viva, Joel Ghivelder, dará seu depoimento sobre a preparação do livro “Judeus cariocas”, publicado em 2010.

Irmão do jornalista Zevi Ghivelder, que assina o capítulo de abertura do livro, Joel acompanhou e deu o tom a todo o rico processo de feitura da publicação, que envolveu pesquisadores e representantes de mais de dez famílias imigrantes no Rio de Janeiro.

Escrito por Keila Grinberg e Flávio Limoncic, historiadores, doutores em História Social e professores do Departamento de História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), o segundo volume da série “Imigrantes no Rio de Janeiro” traz entrevistas com representantes de diversas gerações de judeus nascidos e criados na cidade, hoje espalhados em diferentes bairros e atuando nos mais variados campos profissionais.

Bate-papo sobre Imigração Judaica no Brasil 

Dia 18 de março | às 19h30

Associação Scholem Aleichem – ASA

Rua São Clemente, 155 – Botafogo | (21) 2539-7740

Você tem algo a dizer?

Seu e-mail NÃO é publicado e nem compartilhado com terceiros.
Campos obrigatórios estão marcados com *