Receba nossa Newsletter

Animando a Rua Larga

desde 2007 • Centro, RJ

Avenida Marechal Floriano, cercanias e Zona Portuária

Área histórica, berço empresarial e cultural da cidade do Rio de Janeiro

Consultoria para revitalização e reordenamento da região da Rua Larga. Apoio para criação da Associação Polo Empresarial da Região da Nova Rua Larga. Pesquisa histórica e mapeamento dos imóveis tombados e com potencial de preservação e uso. Montagem do seminário “Arrumando a Casa”, para debate dos problemas e soluções locais. Edição do Mapa Pictográfico da região.

Elaboração de pesquisa histórica e iconográfica e implantação de um circuito com visitas guiadas e oficinas de história sobre a região. Criação e produção de um calendário cultural com a realização de Cantata de Natal na fachada do Colégio Pedro II, bailes no Beco das Sardinhas (quatro edições), exposição itinerante sobre a importância da Rua Larga (Central do Brasil, Centro Cultural Light e Metrô Rio), projeções temáticas em fachadas históricas e intervenções urbanas.

Realização: Instituto LIGHT.

Patrocínio: LIGHT e Secretaria de Estado de Cultura RJ – Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Parcerias: Engenharia Cultural, Polo Região Portuária, CEDURP, empresários, moradores e entidades que atuam na região da Rua Larga.

Ao longo dos últimos cinco anos, o Animando a Rua Larga atua na requalificação urbana da Rua Larga e suas adjacências, integrando-a assim ao processo de crescimento sustentável do Centro do Rio de Janeiro.

A região da antiga Rua Larga, hoje Marechal Floriano, é palco de acontecimentos marcantes no processo de colonização e urbanização da cidade. Seu entorno, com ruas estreitas e inúmeras fachadas antigas, nos remetem desde ao comércio de negros escravos no Valongo, no século XVIII, até importantes momentos da história política e econômica do Rio, nos séculos XIX e XX.

Lá estão, entre outros ícones do patrimônio arquitetônico do país, o Palácio Duque de Caxias, o Palácio do Itamaraty, o Colégio Pedro II, a primeira sede da Casa da Moeda, a Pedra do Sal, o centenário prédio da Light, e o tradicional comércio carioca, como o Paladino e o Bandolim de Ouro. Todo este valor arquitetônico se estende por toda a região e se amplia na Zona Portuária.

60 mil pessoas circulam diariamente pela Avenida Marechal Floriano