Receba nossa Newsletter

Agentes culturais da Costa Verde participam de curso para formatação de projetos

4 de setembro de 2012

Instituto Cidade Viva capacita agentes culturais da Costa Verde

Cerca de 30 proponentes de Angra dos Reis, Paraty e Rio Claro participaram da capacitação ministrada por Francis Miszputen, diretora de projetos do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV) e Zeca Barros, gestor do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, também administrado pelo ICCV. O curso para auxiliar agentes culturais da Costa Verde a elaborar e inscrever projetos no processo seletivo de patrocínio cultural das empresas Eletrobras foi oferecido pela própria Eletrobras / Eletronuclear, no sábado (1/9), em Angra dos Reis. O edital 2013 foi publicado hoje (4/1), no Diário Oficial da União.

Através desse edital, os projetos concorrerão a recursos da ordem de R$ 13 milhões – total do investimento do Programa Cultural das Empresas Eletrobras – em ações de fomento ao audiovisual, teatro e patrimônio imaterial. Desde a primeira edição do programa, em 2009, cerca de 180 projetos de todo o país já foram contemplados.

Isabel Coutinho, da Coordenação de Responsabilidade Socioambiental e Comunicação (CR.P), afirma que o curso também ajudará esses agentes a submeter projetos ao Ministério da Cultura (MinC) para captar recursos por meio de incentivos fiscais, como os concedidos pela Lei Rouanet. “Além disso, caso as propostas não estejam no escopo do Programa Cultural das Empresas Eletrobras, os proponentes poderão apresentá-las diretamente à Eletronuclear”, explica.

O curso foi ministrado pelo Instituto Cultural Cidade Viva, especializado em gestão cultural. Durante o dia, foi mostrado o passo a passo da elaboração de um projeto, desde a criação, passando pelo planejamento e chegando à execução. Além disso, foi destacada a importância de o proponente levar em conta questões de acessibilidade e apresentar contrapartidas socioambientais.

 Oportunidade única

Para Francis Miszputen, diretora de projetos do Instituto Cultural Cidade Viva, é necessário que o projeto faça diferença no posicionamento social da empresa. “Não basta que seja bonito. É preciso propor formas de se fazer uma diferença na vida das pessoas. É isso que as grandes empresas procuram”, ressalta.

Francis acrescenta que os agentes culturais da Costa Verde tiveram uma oportunidade única. “Aqui, na região, nunca nenhuma empresa tinha realizado um curso de formatação de projetos voltado ao seu público de patrocínio. Essa iniciativa da Eletronuclear é inovadora”, conclui.

A professora Helena Alexandre, moradora de Rio Claro, se inscreveu no curso porque o número de alunos nas aulas de flauta e violão que ela ministra em sua casa para 28 crianças e adolescentes vem aumentando. “Cada dia há mais pessoas querendo fazer as aulas, e torna-se cada vez mais necessário ter um patrocinador. Por isso, eu quis fazer esse curso. Quero que o meu projeto consiga patrocínio”, comenta.

As inscrições devem ser realizadas no hotsite do Programa Cultural das Empresas Eletrobras 2013 até 3 de outubro de 2012 (o prazo se encerra às 8h, horário de Brasília). O período de seleção será do dia 3 de outubro até o dia 3 de dezembro de 2012. Os resultados serão divulgados no dia 4 de dezembro de 2012, com contratações a partir de 10 de janeiro de 2013.

Você tem algo a dizer?

Seu e-mail NÃO é publicado e nem compartilhado com terceiros.
Campos obrigatórios estão marcados com *